"NOSSA VISÃO: CONHECER A CRISTO CRUCIIFICADO E TORNÁ-LO CONHECIDO, EM TODO LUGAR, POR MEIO DA GRAÇA."

sexta-feira, 19 de maio de 2017

O DEUS QUE FALA E SE REVELA (MATURIDADE ESPIRITUAL)

Tende cuidado, não recuseis ao que fala. Pois, se não escaparam aqueles que recusaram ouvir quem, divinamente, os advertia sobre a terra, muito menos nós, os que nos desviamos daquele que dos céus nos adverte. Hebreus 12:25.
O livro de Hebreus começa com Deus falando e termina com Deus falando. Um detalhe importante no falar de Deus é que Cristo, o Amado Filho, é o tema de tudo o que o Pai tem a dizer no Antigo e no Novo Testamento. Se não virmos isso, as Escrituras será para nós apenas história, profecia, doutrina e poesia. Mas se Cristo nos for revelado, então a Palavra será descortinada diante de nossos olhos. Aliás, é importante que façamos essa oração conforme escrito nos Salmos 119:18 Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei.
Sem falar, Deus é misterioso. Mas Ele se revelou no Seu falar. Ele não é mais misterioso. Agora Ele é o Deus revelado; e Ele se revelou pelo seu falar. Ele se revelou em Seu Filho Jesus. Por isso é fundamental estar em Cristo, pois Nele você é abençoado e quando você está sob a bênção de Deus, Ele fala a cada minuto. O falar de Deus para você prova que você está sob Sua bênção. Deus está falando com você?  Se você estiver ouvindo a sua voz; isso significa que Ele é real, vivo e se move em ti. Quanto mais você está no Seu falar, mais você é infundido com todos os Seus elementos divinos, uma vez que você ouve Seu falar; você jamais será o mesmo, pois a falar de Deus opera preciosas transformações. Isaías 35:7 A areia esbraseada se transformará em lagos, e a terra sedenta, em mananciais de águas; onde outrora viviam os chacais, crescerá a erva com canas e juncos.
Quando Deus fala, a luz resplandece. O primeiro elemento da Palavra de Deus é a luz. Onde está a Palavra de Deus, há luz; não é necessário que você a explique ou interprete. A luz brilha, pois a Palavra traz luz. A Palavra Divina é a melhor luminária, o melhor portador de luz. Quando Deus fala, Ele resplandece e todos podem provar isso por nossa própria experiência. Sempre que ouvimos Sua Palavra, estamos sob Seu resplandecer, e esse resplandecer nos traz luz; e com essa luz há o entendimento, a visão, e a sabedoria, conhecimento e expressão apropriados. A luz inclui várias coisas: entendimento, visão, conhecimento, sabedoria e expressão. Quando você tem luz, você tem o poder de ver, tem a visão. Quando você tem luz, você tem conhecimento, entendimento e sabedoria. A revelação das tuas palavras esclarece e dá entendimento aos simples. Salmos 119:130.
Precisamos ter nosso coração e nossos ouvidos abertos para ouvir o que Deus está falando. O falar de Deus é puro. Deus nunca diz palavras vãs nem fala de modo descuidado. Suas palavras são puras. Por isso, cada palavra é medida, cheia de valor e refinada. Deus falou aos nossos irmãos do passado e fala hoje aos Seus filhos no Filho. Se você coloca junto todo falar de Deus, você nota que Ele fala de uma só coisa, ou para ser mais preciso de uma só Pessoa. A fala de Deus vem de Seu próprio coração, e nós podemos ver o coração de Deus hoje por meio daquilo que Ele está falando. O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração. Lucas 6:45.
No coração de Deus há uma só Pessoa e esta é Seu Amado Filho, nosso Senhor Jesus Cristo. Como isso constitui o próprio coração de Deus, sempre que Ele fala, Seu assunto não é outra coisa senão Seu amado Filho. Deus pode abordar muitas coisas, mas todas estas coisas estão relacionadas com Seu Filho. Do contrário, Ele não falará. Ele nada terá a dizer. Isso é muito importante para nosso entendimento da Palavra de Deus, pois se sabemos o que Deus está falando, então as Escrituras toda estará aberta para nós. Hebreus 1:2 Nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo.
Deus fez o Universo no Filho e para o Filho. Também Deus quis fazer o homem para o Filho, pois não era bom que o Filho estivesse só. Deus queria dar o homem a Seu Filho. Em outras palavras, Deus quis dar-lhe uma criatura que seja criada à Sua imagem, que possa se unir ao Filho Amado e acompanhá-Lo por toda a vida. Foi por causa desse propósito que Deus criou o homem. Portanto, quando Deus fala, Ele se dirige ao homem para falar de Seu filho. Não há outro assunto sobre o qual Deus possa falar conosco. Lucas 9:34b-35, veio uma nuvem e os envolveu; e encheram-se de medo ao entrarem na nuvem. E dela veio uma voz, dizendo: Este é o meu Filho, o meu eleito; a ele ouvi.
Por que Deus fala conosco sobre Seu Filho? Será que Ele deseja que recebamos alguma informação sobre Seu Filho? Certamente não se trata disso. Ele nos fala sobre Seu Filho para que sejamos atraídos a Ele, para que sejamos transformados, para que experimentemos união com Ele. Deus não fala ao homem para dar-lhe informação, mas sim para transformação. E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito. 2 Coríntios 3:18.
Deus não fala para nosso conhecimento intelectual ou para ajuntarmos verdades. Ele fala para que haja um processo de transformação de vida, de modo que sejamos conformados à imagem de Seu Filho, tornando-nos Seu complemento, uma parte de Seu corpo do qual Ele é o Cabeça. Está é a razão pela qual Deus fala e pela qual temos as Escrituras. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. 2 Timóteo 3:16-17. Amém.


Assista as ministrações em nosso canal no youtube

sábado, 13 de maio de 2017

CRESCENDO À MATURIDADE (A Sua Presença)

E porás as duas pedras nas ombreiras da estola sacerdotal, por pedras de memória aos filhos de Israel; e Arão levará os seus nomes sobre ambos os seus ombros, para memória diante do SENHOR. Assim, Arão levará os nomes dos filhos de Israel no peitoral do juízo sobre o seu coração, quando entrar no santuário, para memória diante do SENHOR continuamente. Êxodo 28:12,29.
Arão é uma figura de Cristo no Antigo Testamento. O texto diz que Arão levou os nomes dos filhos de Israel à presença de Deus de duas formas: no ombro e no coração. Ombro fala de força e coração fala de amor. Isso na linguagem do Novo Testamento significa que Cristo também nos levou diante de Deus na sua força e no Seu coração. Jesus levou na cruz a nossa tristeza, nossa dor, nossos pecados, nosso futuro e nosso destino e carregou-os no seu coração e sobre seus ombros, e não houve retorno a partir disso. Isaías 53:4. Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido.
Quando Jesus Cristo ressuscitou dentre os mortos, Ele nos levou junto de Si. Hoje estamos Nele assentados nos lugares celestiais. Jesus deixou a Terra, mas não deixou a humanidade; Ele levou a Sua humanidade junto de Si para a Divindade, e ambos estão à direita de Deus. O irmão mais velho tinha vindo resgatar os irmãozinhos. Jesus morreu por todos, mas a Sua morte foi eficaz na vida daqueles que iriam crer Nele. Jesus morreu e nos fez morrer para nos reunir em um só corpo. É por isso que hoje aqueles que creram são a família de Deus em Cristo. João 11:50 e 52. Nem considerais que vos convém que morra um só homem pelo povo e que não venha a perecer toda a nação. E não somente pela nação, mas também para reunir em um só corpo os filhos de Deus, que andam dispersos.
Diferentemente da criação, o homem foi moldado unicamente para experimentar a presença divina. Não conhecer o Senhor e a Sua intimidade é negar o nosso principal objetivo. O verdadeiro propósito da nossa salvação está em desfrutarmos da presença manifesta e consciente de Deus, afim de que Ele também usufrua a nossa. João 17:21,23a. A fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade.
Assim sendo, a noção de que o Senhor nos fez para Si mesmo para que pudéssemos conhecê-Lo, viver com Ele e desfrutar Dele para sempre é basilar para os que creem. Apesar disso, a humanidade carrega a culpa por se ter revoltado. Os homens romperam o relacionamento com Deus, e as Escrituras declara que todos se alienaram Dele. Ou seja, todos se desviaram de Deus desde o nascimento, quando deixaram de amá-Lo, de confiar Nele, afastando do prazer da Sua presença. Contudo, nem mesmo a revolta do homem mudou o anseio de Deus por vir e habitar no homem. A cruz e o sangue de Jesus Cristo nos aproximam de Deus o Pai. 1 Pedro 1:19-20. Mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós.
O pensamento da presença de Deus em nós é um estímulo à procura da verdadeira santidade. O mais alto padrão de santificação é andar com Deus como Enoque, e andar na presença de Deus como Abraão. Qual é o homem que não se esforçaria para viver de modo agradável a Deus, se ele percebesse que Deus está sempre presente nele! Sair da presença de Deus; esse é o alvo secreto do pecador. Achegar-se a Deus; esse é o ardente desejo do santo. Os verdadeiros filhos de Deus são “povo que lhe é chegado”. Salmos 148:14 Ele exalta o poder do seu povo, o louvor de todos os seus santos, dos filhos de Israel, povo que lhe é chegado. Aleluia!
Quando nós amamos ao Senhor de forma muito dividida o Senhor se torna um alvo entre tantos alvos. Os filhos de Deus em Cristo precisam ter convicção de que foram projetados para a intimidade com o Senhor Jesus Cristo. Fomos criados para vivermos uma relação de amor onde somos libertos.  Você não pode ser livre de outra forma, porque as coisas nos cativam, nos capturam, porque o nosso problema é amor. Nossa liberdade nas mãos de Cristo é nossa maior segurança. Isaías 32:17 O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre.
Que segurança temos em Jesus Cristo! Aquele que é o TODO-PODEROSO habita dentro de nós! Se Cristo, mesmo na agonia da cruz, se importava com os Seus; o que Ele não fará hoje, na plenitude de Seu poder e recursos sobre o trono? O problema é que estamos muito mesclados com esse mundo, por isso só assamos de um lado. Lembram-se da libertação do povo de Israel do Egito? Não teria sido suficiente que Deus libertasse Seu povo do Egito; eles teriam também de se libertarem do Egito. Para Deus não basta apenas ser crucificado, é necessário à formação de Cristo em nós conforme Gálatas 4:19 meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós.
É desta maneira que podemos levar as nossas cargas e suportar as cargas de nossos irmãos, assim como foi Issacar. Pois no melhor sentido das palavras, deitar-nos entre dois fardos, os nossos e os de nossos irmãos, e abaixar nossos ombros, para que possamos suportar. Gênesis 49:14-15. Issacar é jumento de fortes ossos, de repouso entre os rebanhos de ovelhas. Viu que o repouso era bom e que a terra era deliciosa; baixou os ombros à carga e sujeitou-se ao trabalho servil.
Neste mundo nossa caminhada terá um fim, nossa jornada terá uma conclusão, até que Cristo venha. Cristo em vós, a esperança da glória. Colossenses 1:27b. Amém.

Assista as ministrações em nosso canal no youtube